top of page
  • Foto do escritorSaullo Vianna

Resultado da articulação de Saullo Vianna, DNIT entrega Porto de Boa Vista do Ramos para operação após reparos em sua estrutura

Após ação do deputado federal Saullo Vianna (União-AM) junto ao DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte, foram entregues à operação as instalações do Porto de Boa Vista do Ramos. A unidade portuária estava com interrupção temporária das atividades em razão do rompimento de um cabo de aço que segurava o flutuante principal, devido ao desgaste natural, segundo técnicos do DNIT.


Logo que houve o incidente no porto, o deputado federal Saullo Vianna (União-AM) pediu imediatamente uma audiência com o diretor-executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Carlos Barros, no final de fevereiro, para pedir agilidade nos reparos.



“Na ocasião, destacamos que era preciso, primeiro, priorizar a segurança dos moradores e dos trabalhadores da região para só então iniciar os reparos necessários. Isso devido ao risco de deslizamentos de terra, um fenômeno comum nas margens dos rios amazônicos”, afirmou Vianna.


Segundo Saullo Vianna, que ficou em contato diário com o DNIT e a Defesa Civil para avaliar os riscos e implementar medidas de intervenção, o porto é uma importante plataforma de escoamento da produção local. Com uma população aproximada de 20 mil habitantes, Boa Vista do Ramos é reconhecido como o maior produtor de mel de abelhas sem ferrão do Brasil.

A restauração da linha de fundeio e a regularização do sistema naval desempenham um papel crucial na retomada das operações, assegurando a continuidade das atividades comerciais e de transporte na região.


Intervenção imediata - A interdição parcial do porto resultou no comprometimento da linha de fundeio do flutuante principal, afetando diretamente a segurança das operações de embarque e desembarque de cargas e passageiros. Tal situação exigiu uma intervenção imediata para o restabelecimento completo das condições adequadas de funcionamento do porto. Técnicos do DNIT também informaram que a área de retroporto, devido ao desmoronamento da parede de contenção, continua com algumas restrições do estacionamento por questão de segurança, não afetando, no entanto, a sua operação.

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page