• Saullo Vianna

MAP será investigada pelo Ministério Público

Atualizado: Mar 12



O Ministério Público do Amazonas, por intermédio da 2ª Promotoria de Parintins, onde atua a Promotora de Justiça Eliana Leite Guedes do Amaral, instaurou Inquérito Civil (IC), a fim de investigar suposta prática abusiva da empresa MAP Linhas Aéreas, com os frequentes cancelamentos dos voos de chegada e de partida da cidade de Parintins (AM). A portaria de instauração do procedimento foi publicada na edição desta quinta-feira (5/3) do Diário Oficial Eletrônico do MP.

O deputado Saullo Vianna, que vem denunciando a empresa desde o ano passado, parabenizou a iniciativa do órgão. “Depois de várias denúncias, requerimentos, nós acionamos o Procon-Am, que já notificou a MAP por conta dos sucessivos casos de desrespeito com a população do Amazonas. O inquérito do MP vem reforçar a luta contra o descaso da empresa, começando por Parintins“, destacou.



O MPAM também considerou que a referida companhia aérea está, há meses, frequentemente, cancelando os voos de chegada e partida de Parintins/AM, "fazendo-o por seu alvitre e sem prestar informação clara ao consumidor".


Segundo a portaria, isso pode configurar a adoção de prática coercitiva ou abusiva pois os casos afetam não somente a consumidores que compraram bilhetes, mas como "também viola o direito da coletividade de ter a segurança da continuidade do serviço aéreo".


Dessa forma, a promotora de Justiça determinou que a empresa fosse instada a informar o motivo de cada cancelamento de voo, a contar de outubro de 2019; que encaminhe os comprovantes de comunicação do cancelamento do voo, feita aos consumidores que adquiriram os bilhetes aéreos e apresente laudo da ANAC que justifique a necessidade de cada cancelamento dos voos de partida e de chegada à cidade de Parintins/AM, a contar de agosto de 2019.


Link externo:

https://www.mpam.mp.br/noticias-portal/slides-noticias2/12753-ministerio-publico-vai-investigar-servicos-da-map-em-parintins

22 visualizações