top of page
  • Foto do escritorSaullo Vianna

Após articulação de Saullo Vianna, Lula anuncia novos polos do IFAM em Santo Antônio do Içá e Manicoré



Nesta terça-feira (12), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou a criação de dois novos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs) para o estado do Amazonas, durante evento, no Palácio do Planalto, em que divulgou a criação de 100 novas instituições em todo o Brasil. Os municípios beneficiados foram Santo Antônio do Içá, na Calha do Solimõe, e Manicoré, na Calha do Madeira.

A medida vem em resposta à articulação feita pelo deputado federal Saullo Vianna (União-AM), que em fevereiro deste ano, teve reuniões no Ministério da Educação e na Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República (SRI) para reivindicar a necessidade de instalações de escolas de ensino tecnológico no estado.

“Serão mais R$ 2,5 bilhões para a construção de 100 novos Institutos Técnicos Federais, sendo R$ 1,4 bilhão para a ampliação dos campus atuais. Nosso Amazonas foi contemplado com duas novas unidades de IFAMs: um em Manicoré, na Calha do Madeira, e outro em Santo Antônio do Içá, no Alto Solimões. E assim, vamos levando conquistas para o nosso Amazonas, que podem mudar a realidade destes municípios com novas oportunidades de qualificação e de emprego para muitos jovens”, disse Saullo Vianna, acrescentando que seguirá lutando por mais IFAMS para o estado.

Diante da importância estratégica da iniciativa, Lula destacou a urgência em suprir a carência de vagas nas instituições federais, permitindo que os jovens tenham acesso a uma formação profissional de qualidade e melhores oportunidades de inserção no mercado de trabalho.

“Essa iniciativa alcança todas as Unidades da Federação e gera 140 mil novas vagas, a maioria em cursos técnicos integrados ao ensino médio”, explicou o presidente Lula. Ainda segundo ele, por meio do Novo PAC, serão investidos R$ 3,9 bilhões em para criar novos campi e R$ 1,4 bilhão para consolidar unidades já existentes, com a construção de refeitórios, ginásios, bibliotecas, salas de aula e aquisição de equipamentos.

ESTADOS E REGIÕES


O Nordeste é a região que vai receber o maior número de novos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia nesta fase de expansão. Nos nove estados serão 38 campi. O Sudeste, com 27 novos campi, aparece na sequência, seguido da região Sul, com 13; do Norte, com 12; e do Centro-Oeste, com 10. Entre os estados, São Paulo é o que tem mais municípios beneficiados, com 12 cidades atendidas com a construção dos IFs. Minas Gerais e Bahia somam oito municípios. Na sequência, aparecem Pernambuco, Ceará e Rio de Janeiro, com seis, e Paraná, Rio Grande do Sul e Pará, com cinco.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page